Para a resolução não-cirúrgica da fimose existem diversos produtos no mercado internacional, alguns melhores do que outros.

Antes de investir num desses dispositivos, convém estudar com calma as características de cada um deles para não jogar seu dinheiro fora.

Conheça o ranking dos principais aparelhos de acordo com sua praticidade (facilidade de uso), conforto e eficácia.

3° lugar: Novoglan

Novoglan é um dispositivo à base de bexigas de látex. A bexiga é posicionada (vazia) entre o prepúcio e a glande, e inflada até a pressão requerida para gerar tensão no anel fimótico.


Deixada inflada na posição ideal por vários minutos todos os dias, a bexiga pode ser capaz de alargar o anel fimótico em um bom número de casos de fimose (principalmente quando o anel fimótico não for muito rígido, por razões que veremos mais adiante).

O principal ponto positivo deste aparelho é o conforto resultante das seguintes características:

  • flexibilidade do látex
  • distribuição esférica da tensão

É recomendado utilizar algum creme hidratante ou óleo lubrificante em conjunto com este aparelho: o látex pode irritar a pele muito facilmente, e nesse caso o conforto se tornará desconforto. Não é à toa que o fabricante inclui tanto um creme quanto um óleo em seu kit mais caro.

Devido ao seu número de componentes, Novoglan não é um aparelho muito prático. Mas o seu principal ponto negativo é a baixa eficácia, principalmente em casos de fimose adquirida (quando o anel fimótico é composto por tecido cicatricial, e portanto inelástico).

Se por um lado a flexibilidade do látex se traduz em conforto, por outro ela não é uma característica desejável quando o objetivo é sobrepujar a resistência imposta por um anel fimótico mais rígido.

Procurar insistir inflando a bexiga com uma pressão ainda maior não resolve o problema, e aumenta a chance de estouro da mesma: talvez seja por isso que o kit é composto por várias bexigas de reserva.

2° lugar: Glanspro

Glanspro é um instrumento do tipo fórceps projetado especificamente para o alargamento do anel fimótico.

Ele proporciona um alongamento da pele até certo ponto semelhante ao tratamento manual, mas com 3 vantagens:

  • suas pontas se inserem dentro do prepúcio mais facilmente que os dedos;
  • devido ao efeito alavanca proporcionado pelo fórceps, é necessária menos força e portanto não se cansa tanto do que quando se utilizam apenas as mãos;
  • higiene.

Devido à sua capacidade de submeter o anel fimótico a uma maior tensão, o Glanspro acaba sendo mais eficaz do que o Novoglan.

1° lugar: Glansie

Glansie compartilha das mesmas características positivas de Glanspro, mas com uma grande vantagem: é possível travar o fórceps em determinadas aberturas para descansar as mãos. Isso faz com que seu uso seja muito mais prático.

glansie alargando o anel fimotico

Além disso, sua empunhadura é mais ergonômica (a do Glanspro é do tipo "tesoura", ou seja, você precisa fazer força com o dedão e com o dedo indicador) e suas pontas foram cuidadosamente projetadas para uma fácil inserção, razão pelal qual esse aparelho é capaz de ser utilizado inclusive para tratar as fimoses mais estreitas.