Na ausência de lesões abertas ou infecções, o prepúcio estreito pode ser alargado com alongamento progressivo da epiderme. Mas alongar não significa simplesmente esticar. Entenda o que é expansão de pele.

Mitose

A sua pele é formada por diferentes camadas de células e tecido conjuntivo. As camadas externas constituem a epiderme, enquanto as internas compõem a derme. A epiderme é a "barreira", enquanto a derme contém o "equipamento" - coisas como terminações nervosas, glândulas sudoríparas e fibras musculares.

Mitose é um tipo de divisão celular em que uma célula-mãe se divide em duas idênticas células-filhas.

No caso da pele, a mitose normalmente ocorre na camada mais basal da epiderme, ou seja, imediatamente acima da derme. A epiderme está em contínua renovação, e à medida que células velhas morrem e se desfazem, células recém-criadas via mitose as repõem. E se a pele é danificada, como no caso de um corte ou arranhão, a mitose aumenta na camada basal da epiderme daquela região para logo fechar a ferida, prevenindo infecções.

Expansão gradual de tecido

Quando a pele é mantida alongada além de seu limite fisiológico, são ativados mecanismos que convertem estímulo mecânico em atividade eletroquímica. Como consequência, a mitose ocorre não somente na camada basal da epiderme, mas em todas as camadas.

A pele não é somente reposta superficialmente, mas expandida.

Expansão de pele é também um procedimento cirúrgico comum para fazer crescer pele extra através de alongamento mecânico controlado. Tal procedimento cria pele com a mesma cor, textura e espessura do tecido ao seu redor (ele é muito utilizado para a reconstrução de qualquer tipo de tecido perdido por via de acidentes, doenças como câncer de mama, melhoria de problemas estéticos, etc).

Resumindo:

Essa técnica cientificamente comprovada, frequentemente utilizada por dermatologistas e cirurgiões plásticos, faz a pele gradualmente crescer e se expandir. O princípio se baseia em manter uma tensão leve, constante e segura que resulte na mitose e consequente criação de novas células.

Isso geralmente é executado através da implantação de bexigas sob a pele, as quais são infladas para alongar o tecido cutâneo e fazer com que ele cresça ao longo de um determinado período de tempo.

Porque novas células são criadas, a nova funcionalidade da pele é permanente: ela não vai voltar ao estado inicial quando não for mais submetida a tensão, como se fosse um pedaço de borracha.

O que isso tem a ver com fimose?

Tudo. O mesmo tipo de expansão de pele descrito acima ocorre durante o tratamento da fimose sem cirurgia. Não importa se o que está gerando a tensão está dentro do organismo, como uma bexiga cirúrgica inflável, ou fora dele. O que interessa é que a tensão seja mantida por um certo período de tempo.

Quando o alongamento é feito no plano coronal (plano perpendicular ao eixo longitudinal do pênis), o efeito resultante é um alargamento da abertura prepucial.

Para que o prepúcio saudável (não acometido por nenhuma patologia) seja alargado, basta que a pele seja tensionada gentilmente pelo máximo período de tempo todos os dias, sem lesá-la. Isso vai estimular novo crescimento celular.

Colágeno e pomadas corticoides

Colágeno é a proteína mais abundante no corpo humano. Ela é a "cola" que mantém o corpo coeso, e está presente não somente na pele, mas também nos ossos, músculos e tendões. Na derme, o colágeno é produzido por células chamadas fibroblastos, e ajuda a formar uma rede fibrosa que dá estrutura e força à pele.

Substâncias chamadas corticoides, quando em contato com a pele, fazem com que os fibroblastos parem de produzir colágeno. À medida que o colágeno antigo vai desaparecendo, a pele começa a ficar como a de uma pessoa de idade avançada. Ela se torna mais fina, frouxa e maleável.

Essa mudança é passageira, e a pele volta a apresentar as mesmas características de força e resistência algumas semanas após a interrupção da aplicação do corticoide. Mas se, durante esse tempo, você aproveitar da maior maleabilidade para estimular a formação de novo tecido celular através de alongamento, o ganho obtido será irreversível.

Tratamento

Você agora entende por que alongamento coronal de prepúcio, de preferência associado à aplicação de pomada corticoide, é um tratamento válido. Se você é adulto, a pomada sem alongamento provavelmente não vai adiantar nada; já alongamento sem pomada funciona tranquilamente, só leva um pouco mais de tempo. O fundamental é seguir uma rotina de alongamento diário. Como? Clique aqui.

Referências

- Dunn HP (1989). Non-surgical management of phimosis. Australian and New Zealand J of Surgery, 59(12):963.
- Ying H, Xiu-hua Z (1991). Balloon dilation treatment of phimosis in boys. Chinese Medical J, 104(6):491-3.
- Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - cirurgias e procedimentos: expansão de tecido.
- Olenius M, Dalsgaard C, Wickman M (1993). Mitotic Activity in Expanded Human Skin. Plastic and Reconstructive Surgery, 91(2):213-6.